Niaya – Atualmente, um dos meus japas preferidos em SP!

Niaya R. Joaquim Antunes, 224

IMG_5782

Interior

Olá packers! Meio de semana, e cheguei em Londrina de SP hoje mais cedo… Quem acompanhou no IG, viu que meu começo de semana foi agitado! Sai bastante em SP, comemorei o aniversário do meu pai, e trabalhei muito! Foi lá que perguntaram de uma foto que coloquei no stories de um temaki, e ao responder sobre pensei – porque diabos não estou escrevendo dicas de São Paulo no blog?

Foi ai que eu me deu um estalo, e eu percebi que a cidade também devia entrar. Muitos leitores são de outras cidades, até países (37% das visitas do blog são de fora, apesar de escrever só um resuminho em inglês, que tal) e mesmo para quem mora em São Paulo, ainda pode descobrir dicas novas, certo?

Mas aí fiquei debatendo. Nesse fim de semana por exemplo, fui em restaurante que esta bem modinha mas não gostei. A comida não estava nada demais, nem o ambiente… Decidi não postar porque prefiro reunir só as melhores dicas, ou pelo menos lugares que interessam para uma ocasião ou outra por exemplo, do que ficar fazendo a crítica aqui!

IMG_5777

Balcão

Entããão, foco no bom! O Niaya abriu em junho o do ano passado, é a segunda casa do Aya – que é mais tradicional e focado em sushi. Eu particularmente, adoro o Aya apesar de não ser agitadinho, pelo peixe mesmo. Principalmente por que servem um salmão selvagem do Alasca maravilhoso…

O Niaya claramente surgiu para ser mais jovem, moderno e com culinária mais contemporânea… Você encontra combinações e pratos já básicos nos japoneses moderninhos, com ingredientes como trufa, fois grois, vieras… Bastante opções de carpaccios, tartare, e algumas entradinhas diferentes compõem os itens mais clássicos de sushi e sashimi do cardápio.

Canapé de Atum

Canapé de Atum

Meus preferidos são a barriga de salmão com raspas de limão siciliano; o carpaccio de salmão maçaricado, o canapé de atum (que tem de base uma erva asiática chamada Shisso empanada como tempurá e em cima tartar de atum picante); o sashimi de anchova negra (com mel! Incrível…); sashimis de atum e barriga de salmão e em especial, os temakis.

Carrinho de Temaki

Carrinho de Temaki

Esses temakis são um show a parte.  O restaurante fez um carrinho, que passa de mesa em mesa) de temakis, em que eles são preparados na sua frente. E tem dois pontos muito especiais: no preparo, a alga é passada em uma chama de fogo, que a deixa crocante. O segundo ponto, são as opções super elaboradas. Eu amei muito o de centola (king crab) com pepino e avocado e o mais normal mas maravilhoso, atum spicy (picante). Tem de vieras, anchovas negras entre outros! Super recomendo! Eu ainda gosto de pedir sem arroz, maravilhoso!

Carpaccio de Polvo

Carpaccio de Polvo

O bar do Niaya também parece ser muito bom, pelo menos o que ouvi! Confesso que os dias que bebi foram vinho! Acho a arquitetura bem legal também, fizeram muito com pouco e é super estiloso o ambiente… Um único ponto para saber do  Niaya é que ele é bem mais vazios que outros restaurantes mais moda como o Ohka e o Nakka (falarei depois). Estranho por que, no fim do ano quando fui a primeira vez, estava lotado… Mas acho que com tantos restaurantes novos, como o Nakka novo no Jardins, parou de concentrar em um só! Mesmo assim, acho que  TEM que ir!

Mais comidinhas para vocês:

E claro, ou deixar também um lookinho para inspirar! Inspirado no local: moderno, simples e cool, que tal?

Niaya 01 copy

{ macacão + batom + bolsa + salto.}

Quem conhece? Qual o japa preferido de vocês em São Paulo?

IN A FEW WORDS: Not even 1 year old and yet Niaya already is among my favorites japanese restaurants in São Paulo. The place is stylish, and the food is perfect. I went there twice just this month and not even one order wasn’t magnificent. I’m a huge fan of other japanese restaurants in São Paulo that are more crowded, but they never get everything 100% perfect anymore, Nakka and Ohka are examples for me. So Niaya is set to perfection! Must go!

xxxxxx BK.

 

COMPARTILHE:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *