De São Paulo para Gstaad – Como chegar nos Alpes Suiços.

(atualização: veja o vlog dessa viagem e chegada em Gstaad aqui!)

Vista Quarto Hotel Huus

Essa foto acima é exatamente de agora, hoje escrevendo pra vocês do hotel em Gstaad. Os dias aqui estão lindo, sempre perto de 0°C, o que é basicamente verão para as montanhas que chegam a -20°C….

Para começar a contar da jornada, vou explicar como chegamos aqui… Muitas vezes já ouvi de pessoas que tem vontade de esquiar, mas que a preguiça de entender e planejar a viagem acaba deixando os planos sempre para depois… O que é uma pena porque a viagem para estações de Ski são sempre maravilhosas, e realmente uma experiência única. Os lugares e a cultura que você conhece também são incríveis, impossível aqui por exemplo não imaginar a vida de quem mora por perto e vem passar fim de semana aqui.

Mapa GRU Frankfurt

Primeiro Voo: Guarulhos para Frankfurt. Duração 12h.

Por curiosidade, essa semana que estamos aqui será uma das semanas mais agitadas de Gstaad. O Instituto Le Rosey, provavelmente o colégio interno mais tradicional e renomado daqui da Suíça, não terá aula na quinta e sexta-feira. E 3 dias atrás, teve corrida de Ski do colégio aqui. O Colégio, que fica em Rolle, no inverno se muda para Gstaad, para os alunos aproveitarem as montanhas e esportes de inverno. Nesses dias de corrida, tem encontro com os pais e outros eventos, o que torna a cidade bem movimentada, com pais e familiares e os próprios alunos tomando conta. Que tal?

De volta a nós que saímos do Brasil e não do internato para Gstaad, posso dizer que a viagem foi bem menos cansativa do que esperava. Para começar, pegamos um vôo da Latam de Guarulhos para Frankfurt (Alemanha). A viagem dura 12 horas, e fizemos ela a noite. Com saída 22h10, chegamos em Frankfurt as 13h do horário local. Passeamos um pouco no aeroporto, almoçamos, e pegamos um segundo voo bem curto (30 minutos!) para Zurique (Suíça), da Lufthansa. Esse voo tem em vários horários pelo dia… Nós tínhamos comprado os da 16h20 com medo de atrasos do primeiro voo, mas deu tudo certo e até esperamos um pouco.

Mapa Frankfurt Gstaad

Segundo voo: Frankfurt para Zurique, duração 30 minutos. Depois 3 horas de carro para Gstaad.

Outra opção é voar direto para Zurique com a Lufthansa… Nós preferimos voar de Latam pelas vantagens, fidelidade, pontuação e também porque a executiva estava com preço excelente quando compramos… Você tem que ver o que vale a pena… Também, em vez de ir para Zurique, você pode ir para Genebra. De São Paulo para Genebra não tem voo direto, mas de Frankfurt por exemplo teria. Nós escolhemos Zurique porque vamos ficar 2 dias por lá para conhecer.

Almoço Frankfurt

Nosso almoço rápido no aeroporto de Frankfurt.

De Zurique, alugamos um carro para ir para Gstaad. A opção mais comum é ir de trem. A viagem é famosa por ser linda, e o trem é inteiro de vidro para você apreciar as vistas. Eu gosto de procurar trem por este site. A viagem de trem dura cerca de 3h com as paradas, e a viagem de carro 2h30. Alugamos o carro na Sixt.

Tivemos o “azar” de sair do aeroporto na sexta-feira às 18h, então pegamos um pouco de “trânsito” e demoramos 3h. Mas nem sei como explicar o transito, basicamente em vez de andar a 100 por hora (que é permitido), andamos uns 15 km a 70 por hora… Nada comparado com o transito que pegamos nas grandes cidades do Brasil.

A estrada é muito boa, claro, mesmo na montanha. Fomos com o GPS do carro mesmo e deu tudo certinho. Chegamos no hotel às 21h, fizemos check-in e já fomos jantar… Se contar o tempo entre sair de Guarulhos e chegar no hotel foram 20 horas, mas como dormimos muito bem no voo internacional, não ficamos nada cansados… E alias, amamos o hotel! Assunto para um post próximo!

Aeroporto GRU

Ainda em GRU, prontíssima para viajar. Quem viu meu primeiro post sobre Airport Style?

Mais algumas curiosidades: estamos na região das montanhas de Bern. O Bacarat e o Brownie, meus cachorros, são daqui! Pelo menos historicamente. A raça é Bernese Mountain Dog.

Acredita-se que o famoso molho Bernaise, foi criado perto de  Paris, na abertura do restaurante Le Pavillon Henri IV pelo chef Collinet. O restaurante foi nomeado pelo rei Henry IV of France, nascido na região de Bern e um foodie como diriamos hoje – que inspirou o prato…  A região das montanhas de Bern também avançam em território Francês.

Pertinho daqui também esta as cidades de Gruyere e Emmental, onde foram criados e nomeados os respectivos queijos…

Quem conhece a região?

ps: Ontem a noite enviem mailing de vídeo para os cadastrados no meu mailing. Não perca esse conteúdos exclusivos e a oportunidade de conversamos mais se cadastrando aqui.

IN A FEW WORDS: Getting to Gstaad was fairly easy… It took us 20 hours but we where not tired at all. We first took a flight at 10pm from Guarulhos (São Paulo) to Frankfurt operated by Latam. We slept the whole 12-hours-long flight, and enjoyed the conforts of their Business Class. We arrived in Frankfurt at 1pm and took the next plane, a 30 minutes flight to Zurique (Lufthansa Airline), at 4.20pm… We later left Zurique airport to a 3 hour drive until Gstaad and where able to enjoy an amazing dinner at our hotel.

xxxxx BK.

COMPARTILHE:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *